Blog

A IMPORTÂNCIA DO PROCESSO DE INOVAÇÃO NAS EMPRESAS

Atualmente, a empresa que possui processos e ou características inovadoras, tende a ter grande vantagem competitiva em relação às outras, obtendo uma maior visibilidade e destaque no mercado no qual atua. Para Benedetti (2008), uma empresa ao inovar, cria condições de sustentar seu crescimento e a sua lucratividade.
Diversas são as formas de inovação, podendo ser em processos, produtos ou serviços. Segundo Bachmann e Destefani (2008), a atividade de inovar apresenta diversas facetas, como a adaptação, imitação, experimentação, design, desenvolvimento e pesquisa. Para Lemos (1999), as fontes de informações, conhecimentos e inovação podem ser encontradas tanto dentro, como fora da empresa, pois, os empreendedores podem buscar informações de seus clientes, pesquisando as suas necessidades e expectativas para o lançamento de seus novos produtos e ou serviços.
Portanto, inovar é observar as mudanças que estão ocorrendo, explorando novas ideias, aplicando novos conhecimentos, implementando e criando novas oportunidades de negócios e vantagens competitivas para melhor atender o seu público alvo, seu segmento de mercado consumidor ou identificar novos mercados ou segmentos, com o intuito de atingir seus objetivos empresariais.
Devido, ao grande debate mundial sobre o tema da inovação, atualmente existe uma grande preocupação das micros e pequenas empresas (MPEs), em investir ou adotar processos inovadores em seus estabelecimentos, melhorando sua visibilidade e competitividade no mercado. Segundo Botelho et al. (2007), observou-se que, nas últimas décadas, houve um aumento significativo da participação destes tipos de empresas no processo de inovação, que foi constatada através dos desenvolvimentos teóricos baseados em diversos modelos científicos e após a divulgação das análises das pesquisas realizadas e desenvolvidas nas pequenas empresas. Ainda, em Botelho et al. (2007) demonstra-se, uma grande relação que influência significativamente as atividades produtivas em geral, como as relações com os clientes, fornecedores, concorrentes e institutos de pesquisa e/ou universidades, como formas de obtenção de conhecimentos que possam originar inovações. 
Conforme conceitos acadêmicos, inovação é a introdução de novos produtos, novos métodos de produção, a abertura de novos mercados, a conquista de novas fontes de fornecimento e a adoção de novas formas de organização (SCHUMPETER, 1985).
Para Tiddet al. (2008), inovação é algo novo que agregue valor social ou riqueza, que gere lucro. Inovar é muito mais do que um novo produto, algo de inovador pode estar por trás de tecnologias novas, novos processos operacionais, novas práticas mercadológicas, pequenas mudanças e adaptações. Enfim novidades que, de um modo ou de outro, gerem um ganho para quem as coloca em prática.
O Manual de Oslo (2005), diz que inovação é a implementação de um produto ou serviço, novo ou significativamente melhorado, ou um processo ou um novo método de marketing, ou um novo método organizacional nas práticas de negócios, na organização do local de trabalho ou nas relações externas.
Atualmente, a inovação é um diferencial das empresas que buscam se diferenciar no mercado, Brandão et al. (2006) diz que as inovações possibilitam a sobrevivência das organizações no mercado competitivo, pois elas agregam valor a seus produtos, geram emprego e renda, aumentam os lucros e fortalecem as marcas.
Kelley (2007), destaca que a inovação tem como objetivo alavancar e projetar as empresas no mercado, utilizando de argumentos comuns que possibilitem o desenvolvimento empresarial e demonstrando que quando as pessoas envolvidas no processo de inovação colocam continuamente em prática os métodos e as técnicas, possibilitam a evolução dos empreendimentos.
Portanto, no cenário globalizado atual, os empreendedores precisam estimular o processo de inovação dentro de suas organizações. Pois, com a implementação de processos inovadores, as empresas terão melhorias não somente na gestão, como também nos seus setores produtivos e comerciais, diferenciando-as das demais empresas, aumentando a sua visibilidade e a competitividade no mercado e garantindo sua sobrevivência.